Estou

com um cansaço monstro. Mas isso não me impede de escrever meia dúzia de linhas. Arrasto as minhas mãos pelo teclado, os meus olhos fecham e abrem lentamente; não posso parar; porque se eu paro adormeço aqui, de certeza. Estou com sono, extremamente disléxico, escrever isto está a provar ser uma tarefa deveras difícil. Troco constantemente as letras, e em consequência tenho que apagar e reescrever imensas vezes.

Não me aguento em pé, tenho que ir beber um café. (Ena, até rimou)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *