Tretas

  • by

– Júlio! Há quanto tempo!
– Olha! É o meu amigo Francisco! Que é feito de ti?
– Olha, vai-se andando. E tu, como estás?
– Opá, estou óptimo. Casei, comprei uma vivenda e um carro de família. Tenho dois filhos.
– Ena, estamos bem de vida!
– Nem por isso! Estou cheio de dívidas até ao pescoço.
– Deixa lá! Eu também.
– Lembras-te do Pedro?
– Sim, claro. Estive com ele a semana passada.
– Pois, eu também. Ele deve ganhar rios de dinheiro!
– Podes crer. Está sempre a ir comer fora, nunca o vejo a poupar!
– Ele é que tem qualidade de vida.

Entretanto chega o Pedro.

– Olha, fala-se no diabo…!
– Então rapazes, tudo bem com vocês?
– Tudo óptimo.
– Vai-se andando.
– Estávamos agora mesmo a falar em ti.
– A sério? Então, que se passa?
– Estávamos a comentar que andamos os dois enterrados em dívidas até ao pescoço.
– E que não conseguimos ter dinheiro para nada.
– Não conseguem ter dinheiro?!
– Não, e estávamos a comentar que tu deves ter um ordenadão! Tens sempre dinheiro para tudo o que queres!
– Não é bem assim. Eu não tenho sempre dinheiro para tudo o que quero, simplesmente não deixo de ir jantar fora para poder comprar um BMW. Isso para mim não é qualidade de vida.
– Mas tu vais jantar fora quase todos os dias!
– Pois vou, mas em compensação ando com um carrito em vez de um carrão. É tudo uma questão de prioridades. Para mim, viver bem, comer bem, etc. são coisas muito mais prioritárias do que comprar um BMW ou um casarão que não poderia sustentar.
– Ok, pronto, tens razão.
– Tenho que ir, está a fazer-se tarde.
– Já agora, quanto é que ganhas por mês?
– Menos de oitocentos euros.
– O quê?! Não acredito!
– Quer dizer, tu ganhas tão pouco e consegues ter esse estilo de vida?!
-Yeap, na boa. E vocês, quanto ganham?
– Eu ganho mil e trezentos base.
– E eu ganho mil e quinhentos.
– E com o que ganham ainda se queixam quenão têm dinheiro para nada?!! Talvez se deixassem de gastar o dinheiro à maluca, não tivessem esse problema. Por exemplo, tu, Júlio, para que é que precisas do BMW? É mesmo porque gostas de um carro desses, é por necessidade ou é apenas por estatuto, tipo, carro de fim-de-semana?!
– Pois, realmente ele fica na garagem a semana toda, não há dinheiro para a gasolina.
– Então, isso é dinheiro gasto à doida. A conversa está boa, mas eu tenho que ir. Inté.
– Adeus Pedro.
– Até à próxima.
– Sortudo! Ele é que a tem toda.
– Deve ter nascido com o cú virado para a lua.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *