Gripe das Aves

Já há muito tempo que se fala nesta “coisa”, a famosa Gripe das aves. Todos os dias (ou quase) surgem notícias de mais um surto desta epidemia
num país qualquer próximo. O pânico instala-se, começa a corrida às
farmácias para comprar a vacina contra o maldfadado vírus H5N1. Só que
há aqui algo muito importante de que as pessoas se esquecem; o vírus
H5N1 é um vírus que afecta apenas as AVES, até agora ainda não afectou
seres humanos, como tal, a vacina também não serve absolutamente para
nada. Nos casos de humanos que contraíram a doença, que foram relatados
pela “incomunicação” social, o vírus sofreu uma mutação; caso contrário
não afectaria seres humanos. Tanto quanto sei, os cientistas de saúde
mundiais ainda não descobriram qual é a nova forma do vírus; aquela que
poderá vir a afectar as pessoas, como tal é impossível terem uma vacina.

Cá para mim andam a dar injecções de água nas farmácias, ou então
comprimidos para a gripe normal; e vendem tudo como se fosse uma vacina
para a gripe das aves.

Sinceramente acho que estão a fazer demasiado barulho por causa de um
virus que na sua forma original afecta apenas aves. Mas pior do que
isso, acho que a “incomunicação” social, além de estar a armar um
estroloró desgraçado à volta disto, está a informar as pessoas
incorrectamente. Ou seja, as pessoas deveriam ser informadas dos factos
e não sobre drama que é armado por causa disto. As pessoas deveriam ser
informadas sobre aquilo que se sabe em vez de serem informadas que já
morreram vinte e três galinhas na Ucrânia, ou que morreram quatro patos
na Geórgia ou até que já foram vistas três pombos a espirrar na Estónia.

Outra coisa que me incomoda no meio disto tudo, é a fome que o pessoal
tem de medicamentos. Parece que o pessoal já não confia no seu próprio
sistema imunitário. Gosto da campanha de aconselhamento que tem sido
feita a respeito do uso de antibióticos, no entanto acho que está pouco
divulgada. Vejo pessoas nas suas conversas de café a contarem umas às
outras que noutro dia por causa de umas dores que tinha num pêlo
encravado, foi à farmácia e comprou um remédio XPTO que é um milagre e
que lhe curou as dores. Será que não percebem que as dores não se
curam, resolvem-se? Medicamentos como os analgésicos são úteis apenas
quando utilizados para aliviar dores numa pessoa que está a
curar/recuperar de uma doença. Será que não entendem que um Aspegic
1000 não cura uma dor de cabeça, simplesmente corta os impulsos
nervosos de dor. O mal continua lá, só que a pessoa deixa de o sentir.

Meu rico corpo. Detesto tomar remédios, antes de o fazer dou sempre uma oportunidade ao meu corpo de se curar a si próprio.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *