Escrita criativa

  • by

Encontrei este texto aqui e achei que era muito interessante traduzi-lo e publicá-lo.

Como encontrar o teu Zen Criativo.

Alguma vez entraste num estado Zen de productividade? Aquele estado em que tu sabes que as tuas ideias e a excecução delas parecer funcionar em perfeita harmonia entre si? É um lugar onde estás literalmente a pensar menos e a fazer mais, e tenho a certeza que se te fosse dada a opção de escolha, a maior parte de vocês escolheria viver sempre neste estado do que simplesmente experimentá-lo de vez em quando.

Na realidade, estes estados Zen, não são assim tão imprevisíveis ou inatingíveis como se poderá pensar. Na maior parte dos casos eles ocorrem como o resultado natural de um processo criativo bem construído. Se quiseres viver neste estado de fluídez livre, então terás que aprender como forçar o teu cérebro a funcionar através da sequência de eventos que irá resultar no teu próprio Zen Cognitivo.

Entendendo o teu cérebro.

Já alguma vez leste um manual de instrucções?
Imagino que já tenhas reparado que o processo descrito no manual é gradual, ou por passos a seguir na sua natureza. Por defeito, nós humanos estamos bastante à vontade com processos tais como estes – nós podemos facilmente seguir de um passo para outro e por aí em diante.

Faz todo o sentido..

Instrucções, passos, ordem e razão são todas as características do lado esquerdo do nosso cérebro. Fazem sentido, são práticas e em muitos casos óbvios.

Estamos tão habituados a percorrer a vida de uma forma regimentada, dominada pelo lado esquerdo do cérebro que raramente nos apercebemos que há uma metade inteira do nosso cérebro que está a ser extraída da equação.
O estado Zen parece-nos tão harmonioso porque é exactamente isso que é – “é um método de operação que resulta do equilibrio entre as funções de cada lado do cérebro.”
O teu cérebro é capaz de seguir um processo sem dificuldades, mas o problema é que não consegue adivinhar este processo só por si. Isto, claro, é onde o lado direito do cérebro entra em acção.
O lado direito do cérebro fornece a direcção criativa, enquanto que o lado esquerdo recebe ordens e executa-as. Se quere operar num estado Zen, então terás que equilibrar a actividade de ambos os lados do cérebro de modo a encontrar a fluídez harmoniosa.

Aquilo que precisas é de exercitar o teu lado direito do cérebro.

O ritmo do Cerebrum

Podes enganar o teu lado direito preguiçoso para a acção exercitando-o. Uma actividade que parece funcionar com os bloggers e escritores em geral é o “fluxo de escrita de consciência.
A premissa é simples: abre um blog ou um documento de word em branco, qualquer coisa em que possas escrever e começa a escrever.
à medida que os pensamentos e ideias vão surgindo na tua cabeça, escreve-as o mais rápido que puderes. Nem sequer é necessário que faça sentido – muito provavelmente saltarás de tópico em tópico tão depressa que mais pareces um sapo a tentar atravessar uma estrada.
Lembra-te que o teu lado direito do cérebro é o centro do pensamento criativo, portanto se este lado estiver a controlar a tua escrita, tu sebarás porque não conseguirás manter-te no mesmo tópico durante muito tempo. Vai na volta até nem haverá um tópico central.
O teu lado direito do cérebro tenta sempre ver a imagem toda de uma só vez e como resultado disso, não consegue extrapolar pequenos detalhes de uma maneira ordenada. Se a tua escrita começar a surgir bonita, refinada e coherente, então é um bom indicador que o teu lado esquerdo do cérebro está a tentar meter o nariz onde não é chamado.
A moral da história é que o objectivo aqui é apenas libertar todo o caos criativo do teu lado direito do cérebro, salvando-o temporariamente do sufoco agressivo do teu lado esquerdo do cérebro.

O teu lado esquerdo do cérebro não consegue processar os sinais aleatórios que vêm do teu lado direito do cérebro, e na verdade o estado Zen não surgirá sem eles.

Toda a gente gosta de resultados

Durante os últimos dias tenho estado a experimentar com esta escrita constante e de facto tem resultado. Isto realmente resulta. Experimentem, é como fazer um aquecimento antes do exercício físico. Tenta libertar-te durante quinze minutos de escrita aleatória de manhã e vê só como os teus sinais mentais se limpam e se desembaraçam.
Eu juro que qualquer dia tenho que ir confessar-me por estar a fazer tanto Zenning.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *