Interessante… Muito…

Nós, os protestantes, seremos mair tarde ou mais cedo obrigados a confrontar a seguinte questão: Deveremos entender a «imitação de Cristo» no sentido em que deveremos copiar a sua vida e, se me é permitida a expressão, macaquear-lhe os estigmas; ou no sentido mais profundo, pelo qual devemos viver com a mesma verdade com que Jesus viveu, com tudo o que daí advenha? Não é fácil viver à imagem de Cristo, mas é indescritivelmente mais árduo viver com a mesma verdade que ele. Quem o fizesse seria… incompreendido, achincalhado, torturado e crucificado… a Neurose é uma dissociação da personalidade.

(Jung, o Homem moderno em busca de uma alma)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *