Estas coisas

Isto é deveras curioso. Estou numa posição “segura”, sinto-me seguro, não tenho nada a temer e no entanto ainda não parei de pensar no que é que poderá surgir. Não estou preocupado (acho eu); não tenho qualquer receio ou medo do que poderá surgir, mas penso nisso.
São perguntas que surgem, coisas do género “o quê?”, “quando?”, “como?”, “e depois?”;
Na verdade, as respostas não interessam, pelo menos para já. Quando as coisas acontecerem, logo terei as respostas e saberei o que fazer.

Mas é algo que me tem dado que pensar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *