Amigos vs. Amiguinhos

A propósito de animais (não humanos, entenda-se) e da protecção dos mesmos. Infelizmente vivemos num País onde a lei é quase nula no que diz respeito aos direitos dos animais; uma pessoa pode maltratar um animal que nada lhe acontece.
Anyway, isto não é novidade nenhuma. A razão pela qual decidi escrever é porque fiquei um tiquinho incomodado com os que ajudam e tentam proteger os animais. Não, não são todos, e não, não estão a maltratar qualquer animal, muito pelo contrário até estão a ajudar muitos animais. O que me incomoda é o facto de estarem a tratar os animais como “amiguinhos”… Vejo posts na internet, recebo e-mails de pessoal a pedir ajuda para adoptar cães e gatos abandonados, para alertar as pessoas dos maus-tratos existentes, etc. Em todos esses posts/pedidos de ajuda/alertas (ou quase todos) eu vejo estarem a referir-se aos animais como “amiguinhos” como se eles fosse um ursinho de peluche ou um brinquedo qualquer. Pois é, essa é uma das razões pelas quais os cães são abandonados: a crianca quer um cachorrinho bébé, porque é pequenino, parece um peluche. Mas entretanto o peluche cresce, a criança não foi ensinada a tomar conta do cão. Até que “bora lá abandonar o cão porque não temos pachorra para um peluche que só come, ladra, mija e caga”

Chiça penico, os animais não são amiguinhos… são AMIGOS. Não há nada mais leal do que um cão ou um gato, principalmente se o tratarmos bem.
Temos dois gatos lá em casa, lidamos com eles como se fossemos gatos; por seu lado eles lidam connosco como se fôssemos pai e mãe. O nosso gato mais velho adora estar ao colo da minha mulher e andar à patada comigo; dá turras e festas também, mas comigo é de macho para macho. O nosso gato mais novo tem uma paixão assolapada por mim, só quer turras e festas e anda atrás de mim pela casa toda.
Isto para dizer que os nossos gatos não são “amiguinhos”, são membros da família.
Peço portanto que quer detestem animais ou gostem deles e estejam a ajuda-los(principalmente se for este o caso), por favor respeitem-nos, não os menosprezem. Eles não são apenas uns “reles amiguinhos” são uns grandes AMIGOS.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *