E mesmo assim a cegueira continua.

Temos um governo novo, com apenas algumas semanas em suporto funcionamento e já começaram a entalar o mexilhão e no diz que disse. Refiro-me ao imposto sobre o subsidio de natal.
Sim, é um facto que os media empolam as notícias, anunciam que vai ser isto, quando se calhar até não foi isso que foi dito. No entanto, após ver um video gravado no maravilhoso canal da assembleia, onde algumas vezes podemos ver aqueles “senhores” a dormir ou na conversa com o vizinho do lado enquanto um outro senhor está num discurso de retórica dos mais eloquentes possíveis onde utiliza frases de cento e cinquenta palavras para dizer algo que poderia ser dito em cinco, consegui verificar o Sr. Pedro Passos Coelho a dizer as palavras políticas mais famosas do mundo e de sempre, “… eu não disse …” e “… o que eu disse foi …”.

Portanto, vamos lá a ver se eu percebi bem. A proposta do governo é aplicar um imposto sobre o nosso subsídio de natal (13º mês) e a incidência de esse imposto será de 50% sobre o excedente ao salário mínimo nacional.

Ah, é verdade, nas próximas duas semanas irá conhecer-se por inteiro e detalhadamente a proposta do governo.

Agora, pergunto eu: “Nas próximas duas semanas?!?!”

Porque raio? Demora assim tanto tempo a elaborar uma proposta destas? Então afinal não estava já tudo pronto e decidido? Ou isto foi só para atirar a barra à parede para ver se pega?
Se um primeiro ministro se chega à frente, com ar e atitude de “eu é que sei” e diz que se vai aplicar um imposto extraordinário e que já está decidido, etc. começa a dizer que os detalhes serão conhecidos nas próximas duas semanas quando lhe começam a fazer perguntas é porque afinal não fez o trabalho de casa.
Aliás, basta ver o vídeo (Agora perdi o raio do link e estou com preguiça de ir à procura), onde se vê o Dono da Verdade Suprema a vacilar no seu discurso, notam-se claramente as pausas para respirar (fingidas) para pensar no que dizer. O que é verdade é que ele pode dizer o que bem lhe apetecer, porque afinal os detalhes finais só serão conhecidos nas próximas duas semanas.

Isto que está a acontecer é só o começo. Ainda temos mais quatro anos desta merda.

Espero que estejam todos satisfeitos com o que votaram.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *