Transformação

Ando com uma vaga de criatividade como já não tinha há muito tempo. Sei que isto se deve a vários factores na minha vida. Meditação, exercício físico e interesses pessoais.

Tenho escrito como se não houvesse amanhã, tenho criado e recriado música a um ritmo estonteante. A qualquer momento começo a pintar de novo.

Entretanto, hoje fui “adiado” de novo. Não que eu seja supersticioso, eu não sou grande crente em sorte e azar, no entanto também não nego estas possibilidades. Parece que ando com uma ligeira maré de azar.
Ou então não é azar, é algo diferente, talvez o sim seja algo que não é para acontecer. E lá estou eu a fazer filmes.

É como se o meu cérebro funcionasse como um rio, ele tenta ver todas as conclusões, todos os desfechos, todos os finais, todas as possibilidades. É claro que não encontra todas as respostas, mas encontra possibilidades mais que suficientes para criar uma confusão tremenda.

Enfim, continuarei a tentar…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *