Desabafos

  • by

O que nos acontece quando vamos atrás de algo e não conseguimos apanhar esse algo? Ficamos desiludidos, pois claro.

Não é bem esse o termo que eu usaria para definir o que vou sentindo aqui e ali. Não estou desiludido, nem decepcionado, nem … nem sei o que estou. Há algo que eu quero, muito, e não estou a conseguir lá chegar. Faço um esforço, tento, vou atrás do que quero, mas aquilo que desejo está sempre a escapar-me pelo meio dos meus dedos. É como se eu estivesse a tentar agarrar água com as minhas mãos.

E no entanto não me sinto triste ou desiludido. Sinto-me sim, um pouco frustrado; com aquela sensação de estar a “trabalhar para aquecer”. A frustração pode ser algo perigoso, pesado, já passei por momentos muito duros de frustração, sensação de impotência. E neste momento estou mais a puxar para o conformado. Não, também não é isso. Não sei que palavra usar para descrever o que sinto.

É uma mistura de:

Estar com uma sensação um tanto ou quanto apática a puxar mais para o relaxado ou paciente; conformado no sentido de encolher os ombros e dizer “oh well!”; um pouco de tristeza, com recheio de tranquilidade e aceitação dessa tristeza; quando fecho os olhos quase que consigo libertar a mente de qualquer pensamento, ou melhor, reconhecer os pensamentos e deixá-los estar.

O mais curioso é que eu sinto sempre algumas destas coisas e muito mais, no entanto neste momento esta lista de coisas misturadas corresponde aproximadamente ao que sinto presentemente. Não me lembro de ter sentido tanta coisa ao mesmo tempo. É bem possível que já o tenha sentido, nunca fui muito bom a reconhecer aquilo que sentia; só recentemente comecei a conseguir perceber o que sinto mais ou menos quando o estou a sentir. Talvez esteja num plano mais equilibrado da minha vida, talvez seja outra coisa. Sei que cresci, e continuo a crescer. À medida que o tempo passa vou conseguindo olhar mais para dentro de mim e reconhecer o que lá se passa. É claro que estar sozinho faz com que isto seja muito mais fácil porque só tenho que lidar comigo mesmo e no entanto mudei algo. Não sei se mudei muito ou pouco, apenas sei que mudei.

Ah… e para acrescentar a isto tudo, estou cansado. Sinto-me energeticamente cansado. Se bem que ultimamente o esforço tem sido grande. Preciso de descansar e fortalecer-me; proteger-me.

Vou dormir… Boa noite.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *