Confuso, confuso.

  • by

Quando há coisas que queremos ou por vezes coisas que queremos querer mas não somos queridos ou até não há nada para querer ou nada para nos querer.

Isto já está a ficar muito confuso. Tenho que ver se dou uma arrumadela nesta cabeça.

A verdade é que tenho uma montanha de coisas na cabeça ao mesmo tempo e não estou a conseguir organizar isto. Está tudo confuso, baralhado e muito provavelmente pouco está na minha cabeça e a maior parte estará no meu coração. É que não sei mesmo o que pensar. Por um lado isto é bom porque não consigo fazer quaisquer tipo de filmes, especulações, imaginar coisas, projectar sentimentos, entre outras coisitas engraçadas. Por outro lado, torna-se difícil escrever. Talvez por isso tenha optado por re-compor uma música. Confesso que me deu um certo gozo estar a regravar as samples todas com um som bastante diferente das originais, mais preenchido, recheado, empanturrado. Já está pronta e online

Tenho sono, acho que vou dormir e talvez amanhã escreva algo mais interessante.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *