Música, pensamentos e outras coisas

As coisas juntam-se, começam a ganhar forma, ou talvez não. Talvez seja apenas a minha imaginação a trabalhar ferverosamente. Não sei… não me interessa.. A minha imaginação anda fértil ultimamente. Talvez não para tudo o que quero, talvez não esteja assim tão fértil e eu apenas esteja a imaginar que a minha imaginação está fértil.

Tudo é possível. Tudo pode acontecer. Vou percorrendo um caminho. Pode ser o meu ou pode não ser. Como posso saber qual o caminho? Há tantos caminhos que podem ser percorridos.. Uns mais fáceis, outros mais difíceis e talvez alguns ainda impossíveis de percorrer, com obstáculos intransponíveis…

Naah.. tudo é possível. Todas as barreiras podem ser ultrapassadas. Requer esforço, ou nem por isso.

Às vezes fico a pensar que quem me lê me acha louco, doido varrido. E no entanto confesso que isso não me preocupa, é simplesmente um pensamento que tenho. E confesso também que tenho algumas características de doido varrido. Acho piada a coisas que muitas pessoas não acham, e muitas vezes ainda acham que eu sou desmiolado por achar graça a essas coisas. De facto o que os outros pensam de mim é algo que não me afecta muito e no entanto é algo em que eu penso. Creio que é mais uma de curiosidade. Obviamente que me sinto bem quando pensam bem de mim e não me sinto tão bem quando pensam mal de mim, mas esses sentimentos não ditam como vivo a minha vida…

Ultimamente tenho voltado a ouvir músicas que já não ouvia há algum tempo, são velhas conhecidas minhas, com melodias que embalam, letras profundas que tocam em vários pontos cá dentro. Curiosamente algumas delas começam a ter significados completamente diferentes do que tinham antes. Algumas deixam-me a chorar, outras fazem-me sorrir, ou até chorar e rir ao mesmo tempo. A música sempre foi algo muito poderoso para mim, sempre teve uma importância enorme na minha vida, no meu crescimento, na minha personalidade. Sempre dei importância às letras, à melodia, ao arranjo, aos instrumentos escolhidos. E sempre escutei música com todos os sentidos e emoções.

Umas alturas sinto-me mais tocado pela música, outras menos. Acho que depende um pouco do meu estado de espírito.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *