Tears everywhere

Ultimamente tenho chorado bastante. Mais do que é habitual. E não há neuras, não há solidão, não há tristeza…

Há sim uma montanha de emoções, sentimentos, e é de tal ordem que provoca o choro. É como se fosse uma barragem que enche demasiado e que a água transborda por cima.

E é bom, é libertador, é aliviante.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *