Desespero

Ultimamente tenho-me sentido triste. Durante o dia ainda me vou mantendo ocupado e consigo amenizar um pouco esta coisa, no entanto, chegada a noite entro num estado de tristeza.

Não posso dizer que é algo profundamente deprimente mas não deixa de ser aquilo que sinto… tristeza.

Creio que o pior de me sentir assim é que não o posso dizer a ninguém, ou melhor, não adianta nada.

Não estou à espera que ao contar o que sinto a alguém essa pessoa automaticamente resolva isto… A única coisa que quero é um pouco de empatia.

Há várias respostas que recebo quando digo que me sinto triste. Entre elas:

– “Tens que sair dessa, a vida é para a frente, positiva”. Ora, isto é muito bonito mas não ajuda nada, muito pelo contrário, só causa mais ansiedade.

– “Lá estás tu com o teu dramatismo outra vez, exageras sempre. Depois é como o Pedro e o Lobo”. Sim, confesso que quando me entusiasmo, eu exagero nas coisas que conto, no entanto é apenas quando me entusiasmo e não quando me sinto triste.

– “Não podes sentir pena de ti próprio. Se entras nessa depois é muito difícil de sair.”. Concordo e não estou a sentir pena de mim próprio. Pelo contrário, sou um tio muito feliz, uma figura paterna presente e acarinhada.

Simplesmente me sinto triste…