Ironia do destino

Assim de repente quando estamos já a subir as escadas muito devagarinho, um degrau atrás do outro, vem o nosso amigo universo, prega-te uma rasteira e lá vais tu aos trambolhões até ao fundo das escadas.

Vá, upa, upa… Levanta-te e começa a subir as escadas de novo.